Rippling

Rippling após o implante de silicone

Neste post vamos ajudar a esclarecer as dúvidas relacionadas ao rippling na prótese de mama.

Rippling

Rippling na Prótese de Mama

O que é o rippling?

Este termo em inglês pode ser traduzido como o enrugamento da pele das mamas após a colocação de próteses de silicone.

Por quê o rippling acontece?

Após a colocação de uma prótese de silicone, o organismo forma uma cápsula ao redor do implante. Quando a paciente é muito magra e tem pouca mama e a prótese é colocada no plano subfascial ou subglandular (abaixo da mama e acima do músculo peitoral) esta cápsula gruda por baixo da pele e causa o enrugamento da mesma. É importante salientar que essas alterações não são nada frequentes, mas podem ocorrer.

Como evitar o rippling?

O uso do implante no plano submuscular, principalmente em pacientes muito magras, ajuda a evitar o rippling. Além disso, o resultado tem um aspecto mais natural e evita-se também aquele aspecto de que existe uma “bola”na região superior da mama.

Todas a pacientes precisam colocar as próteses abaixo do músculo?

Os detalhes da cirurgia devem ser muito bem conversados durante a consulta. As opções da paciente devem ser respeitadas. Não existe a obrigatoriedade de colocação dos implantes abaixo do músculo, e um enxerto de gordura (lipofilling) pode ser realizado nas regiões onde a pele é mais fina, no mesmo momento da colocação das próteses. É importante ressaltar que o músculo peitoral camufla muito bem o polo superior das mamas, mas não consegue cobrir totalmente a prótese, principalmente quando estas são grandes ou quando a paciente tem o tórax muito estreito. Assim a região do polo inferior e a região entre as mamas podem apresentar rippling mesmo com as próteses colocadas no plano submuscular, apesar desta possibilidade ser mais rara.

Coloquei uma prótese e estou com o enrugamento da pele das mamas. Como tratar o rippling?

O enxerto de gordura (lipofilling) é o procedimento mais simples para tentar melhorar o aspecto da região que apresenta rippling. Retira-se uma determinada quantidade de gordura da própria paciente, utiliza-se uma centrifuga para purificá-la e injeta-se o material na região afetada, aumentando a espessura do tecido subcutâneo da região, camuflando as ondulações da pele. Alternativamente pode-se retirar o implante que esteja no plano subglandular ou subfascial e colocá-los no plano submuscular.

Deixe um Comentário

DR. VINICIUS SPIANDORELLO

Cirurgião Plástico - Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica CRM/SC 19275 - CRM/PR 24839 RQE 10954

Posts Relacionados

captura-de-tela-2016-02-24-as-17-37-29

É possível realizar mamoplastia com cicatrizes mínimas?

A cirurgia da mama (conhecida como mamoplastia ou lifting mamário) é um dos procedimentos mais realizados pela cirurgia plástica. Uma ...

Ver mais
Seios firmes e bonitos

Mamoplastia com Prótese Periareolar

A cirurgia da mama (mamoplastia) é, sem sombra de dúvida, uma das mais realizada pelos cirurgiões plásticos, sendo que poucas ...

Ver mais
Um Seio maior que o outro

Cirurgia Plástica Segura

Ter uma aparência renovada é uma forma de devolver confiança a algumas pessoas mas quando há motivações psicológicas subjacentes o ...

Ver mais